China promete esforço para recomeçar negociações com Irã

A China recebeu com otimismo nesta terça-feira a resolução da ONU dando ao Irã até 31 de agosto a suspensão do programa de enriquecimento de urânio. O país prometeu ajudar no reinício dos diálogos sobre a disputa nuclear."Nós esperamos que a resolução do Conselho de Segurança possa ajudar nos esforços diplomáticos em andamento", disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês LiuJianchao em nota no site do governo. A declaração pede um "calmo e moderado" caminho para o reinício do diálogo em relação às reivindicações ocidentais relacionadas aos desenvolvimento de armas nucleares."O lado chinês vai se esforçar persistentemente para fazer um esforço construtivo para este fim", disse Liu. A resolução, oficializada na segunda-feira, requer que o Irã suspenda seu programa de enriquecimento de urânio ou corra o risco de sanções econômicas e diplomáticas. Anteriormente, China e Rússia haviam rejeitado uma proposta com ameaças de sanções imediatas. Beijing tem expandido relações com Irã e enviou diplomatas para Teerã para negociar um acordo. O Irã rejeitou a última resolução da ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.