China protesta contra encontro de Sarkozy e Dalai Lama

O governo chinês manifestou fortemente contra o encontro entre o presidente da França, Nicolas Sarkozy, e o Dalai Lama, informou hoje agência estatal da China de notícias Xinhua. De acordo com a agência, o vice-ministro de Relações Exteriores da China, He Yafei, chamou o embaixador da França no país, Herve Ladsous, "e fez um forte protesto".Sarkozy se reuniu a portas fechadas com o líder espiritual do Tibete, ontem, em Gdansk, na Polônia, durante as celebrações do 25º aniversário do prêmio Nobel da Paz recebido pelo ex-presidente polonês Lech Walesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.