China protesta sobre visita da Índia a área disputada

A China intimou o embaixador da Índia para explicar a visita do primeiro-ministro Narendra

ASSOCIATED PRESS, Estadão Conteúdo

22 de fevereiro de 2015 | 08h09

Modi a uma região disputada nos Himalaias. Na sexta-feira, Modi visitou o estado indiano de Arunachal Pradesh, um imenso território de quase 84.000 quilômetros quadrados que a China reivindica como parte da zona pertencente ao Tibet.

Modi marcou o 28º aniversário de Arunachal Pradesh sendo declarado um estado, inaugurou uma linha de trem e chamou a atenção para projetos hidrelétricos para impulsionar o crescimento regional.

O Ministério das Relações Exteriores da China informou no sábado à noite que o vice-ministro das Relações Exteriores, Liu Zhenmin, chamou o embaixador da Índia, Ashok Kantha, para declarar "forte insatisfação e firme oposição" à visita, dizendo que enfraqueceu a soberania territorial da China.

Liu disse que a China dá importância ao desenvolvimento das relações com a Índia. Ele pediu ao governo indiano para não tomar nenhuma decisão que possa complicar essa questão e tentar resolver o tema por meio de negociações bilaterais.

A China e a Índia travaram uma batalha por fronteiras breve, mas sangrenta, em 1962. Os países iniciaram as negociação para solucionar os conflitos em 1996.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAÍNDIADISPUTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.