China quer adotar imposto imobiliário ao estilo dos EUA

A China planeja introduzir no futuro um imposto para imóveis no estilo utilizado nos Estados Unidos, por meio de reforma do atual sistema tributário para o setor imobiliário, disse, neste domingo, Jia Kang, diretor do instituto de ciência fiscal do Ministério das Finanças.

NALU FERNANDES, Agência Estado

12 de dezembro de 2010 | 12h30

Diferentemente do imposto sobre propriedade nos EUA, baseado no valor atual de mercado do imóvel, o imposto chinês sobre imóvel comercial é baseado no preço original da compra.

Jia, ao falar para a agência Dow Jones nos bastidores de um fórum econômico, também disse que os governos locais na China central e regiões no leste deveriam fazer do imposto para imóveis uma fonte importante de receita no futuro.

Analistas levantaram questionamentos de que os governos na China são muito dependentes da venda de terrenos para receita.

Jia não forneceu detalhes adicionais sobre a planejada reforma tributária.

Grande parte dos comentários recentes de oficiais do governo indicam que a China tem por objetivo expandir o imposto atual de propriedades comerciais também para moradias. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaimóveisimposto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.