China quer extradição de empresários endividados foragidos

A China quer pedir a extradição de empresários que fugiram do país deixando dívidas vultosas junto aos bancos estatais e a agiotas, disseram duas fontes independentes, num sinal da preocupação de Pequim com a dimensão dos prejuízos.

BENJAMIN KANG LIM, REUTERS

08 de dezembro de 2011 | 10h33

Aeroportos, portos e fronteiras receberam listas com os nomes de pequenos e médios empresários (PMEs) endividados que estão proibidos de deixar o país, disseram as fontes, que estão familiarizadas com a situação e pediram anonimato devido ao caráter politicamente delicado do assunto.

"Governos estrangeiros receberam a solicitação para repatriar os empresários fugitivos e ajudar a repatriar seu patrimônio no exterior", disse a primeira fonte.

Acredita-se que muitos dos empresários tenham fugido para países como Estados Unidos, Canadá, Austrália e Cingapura, segundo a imprensa chinesa.

Os problemas começaram com empresas na cidade de Wenzhou (leste), onde pelo menos 80 empresários sumiram por estarem endividados. Milhares de pessoas perderam seus empregos e salários por causa disso, segundo a agência de notícias Xinhua.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAINDUSTRIAIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.