China reduz meta de crescimento, diz Xi Jinping

A China diminuiu sua meta de crescimento para este ano, o que vai ajudar a suavizar as pressões sobre a economia, disse o vice-presidente chinês Xi Jinping, numa entrevista ao jornal Irish Times neste domingo, segundo a agência estatal de notícias Xinhua.

AE, Agência Estado

19 de fevereiro de 2012 | 11h04

"Deste ano em diante, reduzimos razoavelmente nossa meta de crescimento. Isso ajuda a suavizar as pressões sobre vários aspectos, inclusive inflação, energia, recursos e meio ambiente", disse Xi Jinping, segundo a agência.

A meta oficial de crescimento para 2012 será anunciada pelo premiê Wen Jiabao durante o Congresso Nacional do Povo, no início de março. O plano atual, que compreende o período de 2011 a 2015, fixou uma meta de crescimento anual de 7%, menor que os 7,5% do plano anterior. No entanto, a meta oficial para 2011 não foi alterada em relação aos anos anteriores, ficando em 8%.

Nos próximos cinco anos, o investimento estrangeiro anual na China deve superar os US$ 100 bilhões, disse. Ele também expressou confiança numa resolução da crise da zona do euro, dizendo que as dificuldades na Europa eram "temporárias". Considerado futuro presidente chinês, Xi Jinping visita a Irlanda por três dias antes de viajar para a Turquia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinacriseUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.