Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
AP Photo/Ng Han Guan
AP Photo/Ng Han Guan

China reforça medidas de controle contra o novo coronavírus antes do inverno

País asiático registrou 4.634 mortes e cerca de 87 mil infecções desde o início da doença em dezembro de 2019

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2020 | 06h56

PEQUIM - As autoridades chinesas reforçaram os controles médicos, com verificações de temperaturas e testes e inspeções em aeroportos, diante da ameaça de ressurgimento do novo coronavírus com a chegada do inverno. O gigante asiático, onde o vírus foi detectado pela primeira vez há um ano, conseguiu conter a disseminação da doença e sua economia está funcionando normalmente. 

Pequim continua firme em seus controles em um momento em que os casos de covid-19 estão disparando em muitas partes do mundo e uma nova variante do vírus mais contagiosa foi detectada. 

Controles rígidos foram impostos em diferentes bairros da capital Pequim, onde casos suspeitos do vírus foram detectados. Trabalhadores vestidos com trajes especiais desinfetam as áreas de embarque e desembarque de passageiros em aeroportos e portoscomo parte de uma rápida mobilização para conter possíveis surtos de inverno. 

No distrito de Shunyi, em Pequim, filas de pessoas se formavam nos centros de testes enquanto as autoridades controlam os dados de saúde armazenados em códigos QR de visitantes nos hospitais da cidade. 

A China registrou apenas 21 novos casos nesta segunda-feira, 28 - a maioria do exterior. O país registrou 4.634 mortes e cerca de 87 mil infecções desde o início da doença, em dezembro de 2019. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.