China reforça segurança em Xinjiang após atentado

A polícia chinesa reforçou nesta terça-feira a segurança na região de Xinjiang, onde aconteceu um atentado na segunda-feira que deixou 16 policiais mortos e outros 16 feridos. O ataque ocorrido na cidade de Kashgar também colocou em estado de alerta o policiamento da Olimpíada em Pequim.Além de reforçar o policiamento em locais públicos de Kashgar, o governo chinês montou barreiras policiais nas principais estradas de Xinjiang, região onde se concentram os uigures, minoria muçulmana separatista. Enquanto isso, dos 16 policiais feridos, apenas quatro continuam internados no hospital da cidade. Já os dois suspeitos do ataque seguem presos. A polícia chinesa não divulgou a identidade deles, mas revelou que são dois homens, um de 28 e outro de 33 anos, ambos moradores de Kashgar - um é taxista e outro é agricultor.Ainda segundo a polícia chinesa, os dois suspeitos seriam membros do Movimento Islâmico do Turcomenistão do Leste, grupo que, de acordo com o governo da China, teria planos de realizar atentados terroristas durante a Olimpíada de Pequim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.