Andy Wong/AP
Andy Wong/AP

China reformula alto escalão militar antes de Congresso

Decisão ocorre semanas antes do Congresso do Partido Comunista, quando serão definidos os próximos líderes da potência asiática

AE, Agência Estado

23 de outubro de 2012 | 10h17

PEQUIM - O governo da China nomeou nesta terça-feira, 23, um novo comandante para a Força Aérea e promoveu uma reformulação em diversos outros altos postos militares. A decisão ocorre apenas algumas semanas antes da realização do Congresso do Partido Comunista, quando serão definidos os próximos líderes da potência asiática.

Veja também:

linkFim de alusão a Mao sinaliza reformas na China

linkEsquerda do PC chinês apoia líder expulso

forumCURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

De acordo com a emissora estatal CCTV, o subcomandante do Estado-Maior Ma Xiaotian será o próximo comandante da Força Aérea chinesa. Ma participa com frequência de contatos militares com outros países.

No lugar de Ma, Wang Guanzhong assumirá o posto de subcomandante do Estado-Maior. Ele dirigia a Comissão Militar Central, órgão de supervisão das Forças Armadas chinesas.

A emissora estatal informa ainda que Tian Xiusi foi nomeado adido político da Força Aérea, enquanto Zhu Fuxi será o novo comissário da Região Militar de Chengdu, que abrange grande parte do sudoeste da China e o Tibete.

Composto por 2,3 milhões de integrantes, o Exército Popular de Libertação exerce grande influência sobre a política chinesa.

As informações são da Associated Press.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.