China regulamentará investimento estrangeiro no setor imobiliário

O Governo da China tornou público nesta segunda-feira um novo plano para regulamentar o investimento estrangeiro no setor imobiliário, informou a agência oficial "Xinhua".Uma das principais propostas é aumentar a proporção do investimento estrangeiro. No entanto, o Governo chinês pretende criar novas restrições sobre as aquisições de casas realizadas por instituições e particulares de outros países.As medidas, propostas de forma conjunta pelo Ministério de Construção, pelo Ministério de Comércio, pela Comissão de Reforma e Desenvolvimento, pelo Banco Popular da China, pela Administração Estatal de Indústria e Comércio e pela Administração Estatal de Divisas, visam a um emprego mais eficiente do investimento estrangeiro no país asiático.O projeto também exige que as imobiliárias estrangeiras ofereçam informação sobre suas ações, empréstimos e qualquer tipo de movimentação com outras companhias internacionais.Segundo o novo plano, as instituições internacionais estabelecerão filiais ou escritórios na China, e os cidadãos estrangeiros que residirem a mais de um ano no país asiático poderão adquirir casas para uso próprio.O plano também obrigará os Governos locais a atuarem como supervisores das movimentações realizadas pelas empresas estrangeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.