China revisa para 42 número de mortos em acidente de avião

A queda do avião de passageiros da Embraer no nordeste da China, na terça-feira, após atravessar a pista e explodir, deixou 42 mortos e 96 feridos, de acordo com o último balanço das autoridades chinesas. Anteriormente, a informação da mídia estatal era que havia 43 mortos.

BEN BLANCHARD E CHRIS BUCKLEY, REUTERS

25 de agosto de 2010 | 07h50

A Embraer confirmou que se trata de um modelo ERJ-190 da Henan Airlines e enviou uma equipe de técnicos ao local para ajudar na investigação.

O avião caiu às 22h10 (11h10 no horário de Brasília) em Yichun, uma cidade pequena na província de Heilongjiang, após ter decolado de Harbin, a capital da província, de acordo com a mídia estatal.

A Henan Airlines é uma pequena companhia regional controlada pela Shenzhen Airlines, que tem como sócia a Air China. A empresa fica sediada em Henan, uma província na região central da China.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAAVIAOEMBRAER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.