China sacrifica aves em mercado de Xangai

A China começou a sacrificar todas as aves em um mercado de Xangai depois que uma nova cepa de gripe aviária, que já matou cinco pessoas, foi detectada em pombos vendidos no local.

AE, Agência Estado

05 de abril de 2013 | 01h48

A mais recente cepa de da gripe aviária H7N9 já infectou 14 pessoas - muitas delas estão em estado crítico - ao longo da costa leste do país. Os primeiros casos foram anunciados neste domingo.

O Ministério da Agricultura confirmou na quinta-feira que o vírus H7N9 havia sido detectado em pombos vivos que estavam à venda por sua carne em um mercado em Xangai. O sacrifício das aves no mercado Huhuai, em Xangai, começou na quinta-feira à noite (horário local) depois que o comitê agrícola da cidade emitiu em aviso em seu site.

A área foi vigiada pela polícia e isolada.

Pombo é um tipo comum de ave na culinária chinesa e os pássaros são vendidos vivos em mercados de todo o país. Os chineses também cuidam de pombos como animais de estimação, mas estes tendem a ser de um tipo diferente. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAGRIPE AVIÁRIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.