China se apressa para limpar o ar antes das Olimpíadas

A clausura da cidade olímpica de Pequim começa neste domingo com um plano drástico para tentar eliminar o envoltório cinza de poluição três semanas antes do início dos Jogos Olímpicos. Metade dos 3,3 milhões de carros de Pequim será retirada das ruas e várias fábricas poluidoras serão fechadas.Indústrias químicas, estações de energia e fundições que continuarem funcionando terão de cortar as emissões de poluentes em 30% e as construções, notoriamente dispersadoras de poeira, ficarão paralisadas.Na altamente ostentosa organização das Olimpíadas, que tem a intenção de mostrar a ascensão da China ao poder neste século XXI, não há desafio maior do que o de produzir ar cristalino para os 10.500 dos maiores atletas do globo."Um ar do tipo sopa de ervilha na cerimônia de abertura seria o pior pesadelo para eles", afirmou o diretor de Estudos Asiáticos da Universidade de Georgetown, Victor Cha.Projetos impressionantes e os US$ 40 bilhões gastos para melhorar a infra-estrutura não podem mascarar o ar sujo de Pequim. Estudo do Banco Mundial (Bird) revelou que das 20 cidades com as piores condições do ar, 16 estão na China. Três quartos da água que flui para as áreas urbanas não é adequada para consumo.O presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, alertou, várias vezes, que os eventos com duração de mais de uma hora serão postergados caso as condições do ar estejam insatisfatórias. De acordo com o plano, que tem duração de dois meses, os veículos serão permitidos nas estradas um dia sim outro não, dependendo do número de registro dos veículos. Paralelamente, 300 mil carros pesadamente poluidores - como caminhões industriais antigos que circulam, principalmente, à noite - foram banidos da circulação desde o dia 1º de julho.Cinco dias após as limitações ao tráfego entrarem em vigor, vias especiais para tráfego começarão a operar e funcionarão até 25 de setembro. Esse plano já foi usado em outros jogos. Pequim está isolando 265 quilômetros de ruas nos quais apenas veículos certificados poderão circular entre os hotéis, os espaços de jogos e a vila olímpica.Para aliviar ainda mais os congestionamentos, há recomendações para que os empregadores promovam escalas para as jornadas de trabalho. Instituições públicas abrirão uma hora depois do horário habitual.Duas novas linhas de metrô e uma ligação ferroviária com o aeroporto foram inauguradas neste sábado (dia 19) e poderão trazer alívio adicional. Todas as três linhas ficaram prontas com um mês de atraso. A linha 10 tem 25 quilômetros e segue do sudoeste para o noroeste da cidade. A linha 8 - a linha Olímpica - tem cinco quilômetros com pontos nas principais praças de jogos. A linha de 28 quilômetros do aeroporto chega até o centro da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.