China se torna principal origem de turistas da Ásia

A China se tornou o maior emissor de turistas da Ásia, superando o Japão, com 28,55 milhões de pessoas que viajaram ao exterior nos 10 primeiros meses do ano, publicou nesta quinta-feira a agência chinesa Xinhua.Desde que a China abriu as portas do turismo, com a entrada na Organização Mundial do Comércio (OMC), em 2001, o setor experimenta um crescimento exagerado, como mostra a alta de 10,8% este ano, disse o chefe da Administração Estatal de Turismo, Shao Qiwei.Atualmente, os turistas chineses podem visitar 132 países do mundo. Em 2001, eram apenas 18 os destinos autorizados. O governo chinês assinou nos últimos cinco anos diversos acordos com outras nações.Os compromissos assumidos após a entrada na OMC também obrigaram a China a abrir a indústria turística às empresas estrangeiras, que já podem possuir hotéis e restaurantes no país e adquirir participações em agências de viagens. Atualmente, 49 empresas hoteleiras internacionais e 25 agências turísticas já abriram estabelecimentos no país.Além disso, a abertura permitiu às companhias estrangeiras do setor organizar viagens turísticas dentro da China. Mas ainda há restrições para as viagens ao exterior.A Organização Internacional de Turismo calcula que a China se tornará também o principal destino turístico mundial em 2020. Atualmente, o posto é da França. Além disso, será o quarto maior emissor do mundo. Em 2005, a China recebeu 46,8 milhões de turistas, que gastaram mais de US$ 29,3 bilhões no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.