China sofre com por pior seca em 10 anos, afirma jornal

A China passa pela pior seca em dezanos, com milhões de pessoas sofrendo com o desabastecimento deágua potável e a diminuição dos níveis de reservatórios e rios,de acordo com a mídia estatal na sexta-feira. As regiões mais atingidas são grandes faixas no sul,tipicamente úmido, onde o volume das águas em diversos rioscaiu para o menor nível já registrado nos últimos meses. "A seca é a mais séria desta década e afeta quase todo opaís", disse Zhang Jiatuan, autoridade do Departamento deControle de Enchentes e Ajuda contra a Seca, de acordo com oChina Daily. A área de superfície do maior lago de água doce do país, oPoyang, localizado na província de Jiangxi, caiu para 50quilômetros quadrados, ante milhares de quilômetros quadradosna época mais cheia, afirmou o jornal. Mais de 760 mil habitantes eram afetados pelodesabastecimento de água potável na província produtora dearroz. Um portal de notícias oficial de Jiangxi mostrava imagensde crianças brincando no leito ressecado do rio Gan, maiorafluente do Poyang, atingido por um grave congestionamento deembarcações por conta da baixa profundidade das águas. Congestionamentos similares ocorreram também no rio Xiang,na província vizinha de Hunan. As autoridades tiveram deliberar água da Represa de Três Gargantas para diminuir onúmero de navios estacionando no rio Yangtze River, o maislongo da China. A região sudoeste de Guangxi foi afetada pela pior secadesde 1951, com mais de 1 milhão de pessoas sofrendo com aescassez de água potável. Cerca de 400 mil hectares de lavouras foram prejudicadaspela estiagem neste ano, levando a perdas totais de 37,4milhões de toneladas de grãos, avaliou o China Daily,acrescentando que secas ocorridas nos últimos anos contribuírampara piorar a situação. Secas e enchentes são problemas constantes na China. Por volta de 30 milhões de chineses da área rural e mais de20 milhões das regiões urbanas passam pela escassez de águapotável todos os anos, apesar dos grandes investimentos dogoverno para tentar resolver o problema, acrescentou o ChinaDaily. (Por Guo Shipeng)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.