China suspende compra de carne dos EUA

O governo chinês anunciou a suspensão das importações de carne bovina norte-americana, no início desta quinta-feira, dois dias após ser detectado primeiro caso suspeito do ?mal da vaca louca? nos Estados Unidos. As informações são do Ministério da Agricultura da China. Outros produtos extraídos do gado bovino, como o leite e seus derivados, a pele e o couro e a gelatina fotográfica (obtida das cartilagens e tendões do gado) não estão incluídos na lista de produtos proibidos. A importação de carne norte-americana na China, em 2002, chegou a US$ 532 milhões e, no primeiro semestre de 2003, alcançou US$ 316 milhões. Pelo menos 17 outros países já suspenderam as compras de carne dos EUA. Os primeiros foram Japão e Coréia do Sul, seguidos por Cingapura, Malásia, Hong Kong, Taiwan, Rússia, Ucrânia, África do Sul, México, Chile, Paraguai, Colômbia, Peru, Jamaica, Austrália e Brasil. A União Européia pode fazer o mesmo em breve. O Canadá anunciou restrições parciais às importações do produto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.