China vai medir extensão da Grande Muralha

Os números dos geógrafos sobre quanto mede a Grande Muralha chinesa oscilam entre 5 mil e 7 mil quilômetros, mas o Governo chinês decidiu acabar com a dúvida e estabelecer uma dimensão oficial, que será anunciada em 2008, informou nesta sexta-feira a imprensa estatal.Especialistas chineses farão um estudo completo do monumento, com a ajuda das últimas tecnologias, como medições por satélite, informou a agência oficial de notícias, "Xinhua".O estudo é promovido pela Administração Estatal de Herança Cultural e pelo Birô Estatal de Cartografia, que no ano passado também mediu o monte Everest, e estabeleceu que sua altura oficial é de 8.844 metros, quatro a menos do que a maioria dos atlas registra.Em 2008 também será divulgado um mapa oficial da Grande Muralha, que ajudará a verificar se muitos muros isolados ou em ruínas existentes no norte da China são ou não parte do monumento.O diretor da Administração Estatal de Herança Cultural, Shan Qixiang, anunciou o começo dos trabalhos de medição. Ele destacou que os cientistas chineses vêm medindo a muralha desde os anos 80. "Mas devido à limitada tecnologia, grande parte da Grande Muralha é ainda um mistério", acrescentou.O monumento começou a ser construído na época dos Estados Combatentes, séculos V-III AC. Ele é conhecido pelos chineses como Wanli Changcheng, "a longa muralha dos 10 mil li" (o equivalente a 5 mil quilômetros). A imprensa oficial chinesa, no entanto, costuma calcular sua extensão em 6.700 quilômetros.A dificuldade para medir o monumento se deve em grande parte ao fato de que não se trata de um muro contínuo, e sim de dezenas deles. Alguns são tão pequenos e rudimentares que é difícil acreditar que sejam considerados parte da gigantesca muralha.Tradicionalmente, considera-se que a Grande Muralha começa na passagem da Porta de Jade, na província desértica de Gansu, no oeste, e vai até a localidade de Shanhaiguan, junto ao mar de Bohai, no leste.Esta semana, o governo chinês promulgou uma nova lei de proteção da Grande Muralha que proibirá entre outras coisas pintar ou gravar em seus tijolos, dirigir sobre o monumento, organizar festas em áreas não turísticas e retirar terra ou pedras de qualquer trecho.A Grande Muralha foi construída para proteger as comunidades agrícolas chinesas dos povos nômades e criadores de gado do norte da Ásia, como os hunos, os turcos, os mongóis e os manchus. Mas nem sempre cumpriu seu objetivo, já que mongóis e manchus conquistaram a China.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.