China volta a elevar juro de título de 1 ano

O banco central chinês elevou nesta terça-feira o juro do seu título de referência, de um ano, pela segunda vez em duas semanas, renovando as preocupações acerca de um aperto monetário adicional, após uma semana de sinais divergentes na política monetária. A medida, tomada antes da divulgação de dados macroeconômicos, na próxima quinta-feira, alimenta a especulação de que a inflação pode estar aumentando num ritmo mais rápido do que o esperado e de que o banco central pode estar considerando elevar a taxa de juros neste ano.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

19 de janeiro de 2010 | 06h27

Em sua operação semanal de mercado aberto desta terça-feira, o Banco do Povo da China (PBOC, na sigla em inglês) vendeu o equivalente a 24 bilhões de yuans (US$ 3,52 bilhões) em títulos de um ano a 1,9264%, acima do 1,8434% da semana passada, quando o banco fez a primeira elevação da taxa em cinco meses. O juro também ficou acima da faixa de 1,84% a 1,88% que os traders esperavam.

O aumento veio depois que o PBOC inesperadamente deixou inalterada, na última quinta-feira, a taxa de juros do título de três meses, outro instrumento de controle da liquidez de curto prazo. Uma semana antes, a instituição havia aumentado a taxa desse mesmo título pela primeira em cinco meses. As operações de mercado aberto do banco central chinês são realizadas às terças e quintas-feiras. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaBCjuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.