China voltará a aprovar e construir usinas nucleares

O governo chinês retomará os processos de aprovação e construção de usinas nucleares, informa o jornal estatal Dário da China. As aprovações foram suspensas logo depois do desastre nucleares de Fukushima, um ano atrás.

Agência Estado

07 de março de 2012 | 22h01

"A suspensão será levantada em breve como parte de um plano abrangente de controle da segurança nuclear ter sido submetido ao Conselho de Estado", informa o periódico citando Wang Yuqing, ex-diretor da Agência Nacional de Segurança Nuclear do país asiático.

De acordo com Wang, será iniciada em breve a construção de "cerca de dez" usinas atômicas que haviam recebido aprovação antes do desastre em Fukushima, resultante do terremoto seguido de tsunami de 11 de março do ano passado no nordeste do Japão.

A China possui atualmente 14 reatores nucleares em operação. Eles produzem 11,8 gigawatts de energia. O plano do governo chinês é expandir a capacidade de geração de energia atômica para 40GW até 2015. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinanuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.