Chinês é resgatado com vida após ficar 11 dias preso em uma mina

Minas chinesas são consideradas as mais perigosas do mundo por causa dos métodos de segurança precários

Efe,

14 de junho de 2010 | 05h04

PEQUIM - Os serviços de salvamento recuperaram nesta segunda-feira, 14, um homem que estava há 11 dias preso em uma mina de carvão na província de Shanxi, situada no norte da China, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

Wang Daoguang, de 42 anos, estava debaixo da terra desde o dia 3 de junho, dia no qual a mina na qual estava trabalhando foi inundada.

Dos 11 mineiros que estavam no interior do poço no momento do acidente, sete foram resgatados e quatro morreram. O fato de hoje, embora em menores proporções, lembra o ocorrido no mês de março, quando 115 mineiros foram resgatados de uma mina também situada em Shanxi, após permanecer uma semana presos.

As minas chinesas são as mais perigosas do mundo devido à precariedade de seus métodos de segurança e o excesso de exploração de muitas delas, principalmente no inverno, quando a demanda por carvão sobe em todo o país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.