Chinês mata parente de treinador dos EUA e se suicida

Um chinês atacou dois parentes do treinador da equipe olímpica masculina de vôlei dos Estados Unidos em Pequim, matando um deles, informou o Comitê Olímpico americano, em seu website. Em seguida, o chinês cometeu suicídio, jogando-se do alto da Drum Tower, um famoso ponto turístico da cidade, morrendo na queda. Segundo o relato da polícia de Pequim, o agressor atacou dois turistas americanos - um homem e uma mulher - e uma guia chinesa, matando o homem e deixando as duas mulheres feridas. O agressor foi identificado como sendo Tang Yongming, um homem de 47 anos que reside na cidade de Hangzhou. As informações são de agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.