Chinês morre 'após passar três dias jogando pela internet'

Homem teve um colapso em um cibercafé; vício em internet preocupa autoridades do país.

BBC Brasil, BBC

22 de fevereiro de 2011 | 14h00

Vício em internet atinge milhares de adolescentes chineses

Um chinês morreu nesta terça-feira em um cibercafé após uma maratona de jogos pela internet.

Segundo pessoas presentes no local, o chinês, de 30 anos, permaneceu em frente ao computador quase sem comer e sem dormir durante três dias.

A mídia estatal chinesa deu destaque ao acidente, que aconteceu no bairro de Chaoyang, em Pequim.

Relatos de moradores e pessoas presentes no cibercafé dizem que o homem pediu ajuda pouco antes de desmaiar.

Segundo o jornal Beijing Times, ele teria dito que estava "online há muito tempo" antes de ser levado ao hospital.

A equipe médica não conseguiu reanimá-lo e teve dificuldades para avisar sua família, segundo o jornal.

Vício

A polícia de Chaoyang confiscou computadores do cibercafé onde o homem jogava, que tem cerca de 12 terminais.

No entanto, de acordo com a mídia local, a investigação descartou a hipótese de assassinato.

Locais disseram que o homem era viciado em jogos online e que, durante o último mês, havia gasto cerca de 10 mil yuans (cerca de R$ 2,5 mil) na internet.

A China tem a maior população conectada à internet do mundo.

Desde 2008, o vício em internet é considerado oficialmente uma nova doença no país e desde 2002 já existem centros de tratamento para as vítimas, em geral adolescentes.

Pesquisadores estimam que o país já tenha cerca de 33 milhões de viciados em internet.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.