Chinês se tranca em jaula para experimentar vida de leão

Um artista chinês ficará duas semanas trancado em uma jaula em um parque natural para experimentar asensação dos leões que são confinados pelo homem, informou nesta sexta-feira a agência estatal Xinhua.Ye Fu, poeta e artista, tenta transmitir à opinião pública como é importante proteger a fauna e flora, e para isso imitará o dia a dia dos leões trancados em um parque natural da província de Shandong, leste do país.Ye não ficará sozinho na jaula, já que uma jovem de 26 anos decidiu deixar o trabalho em Pequim e acompanhá-lo na experiência.Como leão, Ye não poderá falar, se limpar, ou trocar de roupa. O artista fará qualquer tipo de atividade, inclusive as fisiológicas, dentro da jaula, como os próprios felinos.A experiência se estende à nutrição de Ye e de sua acompanhante, que terão que se alimentar de carne de bezerro crua."Passei uma tarde terrível após provar pela primeira vez a carne crua", explicou Ye em seu diário depois de começar a nova dieta, comendo meio quilo de carne.Embora os especialistas em nutrição tenham advertido do perigo que constitui a ingestão de carne crua, devido ao excesso de proteínas e às bactérias, Ye se mostrou mais perturbado pela dimensão psicológica da experiência."Fiquei muito deprimido. Não eram só as náuseas e o fato de não poder ficar de pé, mas também ver todos esses leões lutando na jaula debaixo da minha", lamentou o artista.Ficar trancado em uma jaula não é a primeira atividade original de Ye, que em 2005 morou um mês em um ninho de aves em um arranha-céu do centro de Pequim, com o qual conseguiu "emergir da escuridão", segundo ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.