Chinês viciado em Internet mata a mãe por dinheiro

Pai do jovem de 16 anos foi ferido; adolescente queria ir a um cibercafé

Agencia Estado

19 Junho 2007 | 11h05

Um adolescente do sul da China, "fortemente viciado" em Internet, matou sua mãe e feriu gravemente seu pai com uma faca de cozinha, depois que eles recusaram dinheiro para ele ir a um cibercafé, informou a imprensa estatal chinesa nesta quinta-feira, 14. Wang, de Guangzhou, capital da província de Guangdong, matou sua mãe a facadas durante uma acalorada discussão, segundo o Beijing Youth Daily. "Depois que seu pai chegou, Wang também o atacou, causando sérios ferimentos. Depois de ver o que tinha feito, Wang correu para seu quarto e se sentou na cama", segundo o jornal. O pai de Wang, que estava sangrando, correu para a casa de seu irmão, e este alertou a polícia. Wang tomou a decisão de matar seus pais há mais um mês, e preparou o assassinato do pai com golpes de uma barra de ferro. Também comprou soníferos, recentemente. Wang tem "menos de 16 anos" mas deixou a escola há um ano, e passava o tempo livre em cafés de Internet, quando não estava trabalhando na barraca de churrasco de seu pai no bairro. Segundo o jornal, no ano passado, ele sonhava em se tornar um político ou economista renomado, e acreditava que seus pais estivessem retardando o desenvolvimento de suas ambições. O vício em Internet exibe alta alarmante na China, nos últimos anos, e o jornal diz que ele pode responder por até 80 por cento dos crimes juvenis.

Mais conteúdo sobre:
cibercafé internet chinês viciado China

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.