Chineses anunciam perda de peça radioativa em fábrica

Autoridades na China ordenaram uma inspeção minuciosa com a intenção de buscar um perigoso componente radioativo perdido, informou hoje a imprensa estatal. O objeto perdido é uma escala que contém césio 137, usada para medições de precisão. A perda foi notada na segunda-feira, quando trabalhadores começaram a desmontar uma fábrica de cimento em que o componente era usado na cidade de Tongchuan, no noroeste da China, na província de Shaanxi, segundo a agência estatal Nova China.

AE, Agencia Estado

27 de março de 2009 | 19h06

Uma bola de chumbo com césio 137 era um importante componente dessa escala, segundo a agência. O despacho não informava quanto de césio estaria perdido, mas advertia que uma pequena quantidade da substância pode causar problemas no sistema nervoso humano e até a morte. O material também pode explodir, em contato com a água. Em outra matéria, divulgada mais tarde, a Nova China informou que funcionários do setor ambiental encontraram radioatividade de césio 137 no condado de Fuping, na mesma província. Porém não ficou claro se era o material desaparecido.

Goiânia

No Brasil, houve no passado um importante acidente com o césio 137, em Goiânia. Um objeto abandonado com a substância foi encontrado em um ferro-velho e várias pessoas entraram em contato com ele, em 1987. Centenas delas adoeceram depois disso. Quatro pessoas morreram inicialmente e, depois de algum tempo, 60 foram vitimadas pela contaminação. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaradioatividadecésio 137

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.