Chineses desembarcam em Creta após saída da Líbia

Autoridades na Grécia informaram que 2.800 chineses que partiram da Líbia chegaram à ilha de Creta, na Grécia, hoje após navegarem em uma balsa que saiu do porto de Benghazi, principal palco da revolta líbia. A embarcação grega Eleftherios Venizelos foi a primeira de três navios do tipo que devem atracar em Creta neste sábado, trazendo um total de seis mil trabalhadores chineses da Líbia.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2011 | 11h04

O governo da China fretou quatro barcos e alugou quartos em onze hotéis na ilha grega. Na segunda-feira, deve iniciar voos especiais ligando Creta à China para transportar os trabalhadores evacuados.

Na quinta-feira, mais de quatro mil trabalhadores chineses foram transferidos para Creta. O gigante asiático tem mais de 30 mil trabalhadores na Líbia, envolvidos, principalmente, com as indústrias de petróleo e construção.

Tudo o que sabemos sobre:
Líbiachineses

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.