Chineses encontram vestígios de turistas russos desaparecidos

Buscas são retomadas em locais do rio Yurungkax onde roupas e canoas foram achadas pelas equipes

Associated Press

13 de setembro de 2007 | 05h19

Salva-vidas vão estreitar as buscas nesta quinta-feira, 13, de seis russos desaparecidos na China ocidental depois da localização de canoas e roupas aparentemente abandonadas pelo grupo, disse a mídia estatal.   Salva-vidas chineses alcançaram o rio Yurungkax de helicóptero na quarta-feira, 12, e acharam canoas vermelhas, roupas e divisórias usadas para fixar as canoas em dois locais ao longo do rio, reportou a agência de notícias oficial Xinhua.   Uma nova busca pelos seis homens desaparecidos desde o início desta quinta-feira, 13, ocorreu em áreas perto de onde os objetos foram encontrados.   Um guia chinês que deixou os homens antes da viagem ao rio confirmou que os pertences eram do grupo desaparecido. O homem não mencionou quantas canoas foram encontradas.   O grupo planejou entrar no Yurungkax na região chinesa de Xinjiang, usando três canoas durante 12 dias, mas não conseguiu encontrar o intérprete local russo, Zhang Hong, como o combinado em 2 de setembro, disseram repórteres.   Uma equipe com 40 russos procura e trabalha no resgate em Xinjiang desde a terça-feira, 11. Xinhua identificou os desaparecidos como Vladimir Smetannikov, Sergey Chernik, Andrey Pautov, Dmitry Tishchenko, Ivan Chernik and Alexander Zverev. O mais novo com 25 anos de idade e o mais velho com 47.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.