Chineses já podem se casar sem permissão do chefe

O governo da China eliminou, nesta quarta-feira, a exigência de que os casais obtenham permissão de seus patrões para poderem se casar. Como resultado, casais faziam fila, já às 5h00 da madrugada, diante dos cartórios. Restaurantes e salões de festa estavam lotados de reservas. As ruas de Pequim se encheram de cortejos floridos.Cerimônias em massa foram realizadas nas praças das grandes cidades e até em um drive-in. As novas regras de casamento fazem parte de uma série de reformas sociais que vêm eliminando controles externos, altamente impopulares, sobre a vida privada dos cidadãos.Também a partir desta quarta-feira, os casais não terão mais de fazer exames médicos antes de se casarem, e quem quiser o divórcio poderá obtê-lo sem ser forçado a participar de extensas sessões de reconciliação mediadas por funcionários do governo.Em outra reforma recente, o governo passou a permitir que os chineses solicitem passaportes sem aprovação expressa dos patrões. Mas uma das restrições mais impopulares - o sistema de registro de domicílio, pelo qual o governo determina onde os cidadãos devem morar - continua em vigor, e não há sinal de que venha a cair.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.