Chineses observam eclipse total do Sol

Milhões de chineses reuniram-se ao longo da antiga Rota da Seda hoje para presenciar um eclipse total do Sol - um fenômeno geralmente envolto em superstições - visível somente no Hemisfério Norte. Milhares de turistas em diferentes partes da China puderam observar o belo e raro acontecimento. O eclipse total começou no ártico canadense, passou pela Groenlândia e estendeu-se ao oeste da Sibéria, à Mongólia e à China.O eclipse ocorre a apenas uma semana do início dos Jogos Olímpicos de Pequim em um ano no qual a China foi atingida por uma série de catástrofes naturais: tempestades de neve em larga escala, o mais mortífero terremoto em uma geração, enchentes e até mesmo formação excessiva de algas na região dedicada a esportes aquáticos.Durante o período imperial, os chineses conectavam os eclipses solares a acontecimentos sombrios, mas o de hoje foi celebrado - um sinal de como o desejo pelo sucesso da Olimpíada pode, em alguns casos, literalmente transformar dia em noite. "Nesses dias nós não ficamos pensando em sorte ou azar. É apenas a natureza", disse Joy Yang, que junto com centenas de pessoas assistiu ao eclipse em Xi''an.A multidão comemorou durante o eclipse - o primeiro do novo século na China. A mídia local batizou o fenômeno de "eclipse olímpico" e orientou a população sobre como observar o evento sem ferir os olhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.