Chineses retidos por pesqueiros russos são libertados

Grupo ficou nos navios após efetuar consertos e não ocorrer acordo sobre resultados e preços dos serviços

Efe,

03 de novembro de 2008 | 05h04

Quinze empregados da empresa de transporte marítimo Liuheng Shipping Factory, propriedade da China Ocean Shipping Company, retornaram à China após ficarem retidos em três navios pesqueiros russos durante duas semanas, informou a agência oficial Xinhua. Os empregados, três técnicos marítimos e dois tradutores, foram até os navios para efetuar consertos, mas não houve acordo sobre os resultados e o preço dos trabalhos, segundo um funcionário da Administração de Segurança Marítima da China. As autoridades marítimas da China solicitaram a ajuda dos departamentos de Polícia marítima do Japão e da Coréia do Sul para localizar os pesqueiros russos e resgatar seus nacionais. O órgão chinês ordenou ao veleiro Xinghua, que navegava pela região que após as negociações recolhesse os 15 cidadãos chineses, que estão em bom estado de saúde.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.