Chineses sobrevivem soterrados seis dias comendo carvão

Outros quatro operários foram resgatados de um túnel após ficaram presos por oito dias

Efe,

28 de agosto de 2007 | 08h47

Seis trabalhadores foram resgatados com vida em diferentes partes da China. Dois deles engatinharam pra fora de uma mina na qual ficaram presos por seis dias na segunda-feira, 27, após terem bebido de sua própria urina e comido carvão para sobreviver. Outros quatro operários foram retirados de um túnel desmoronado nesta terça, 28, após oito dias encarcerados. No primeiro caso, em uma mina nos arredores de Pequim, as vítimas relataram que tinham espaço e ar para respirar, tendo sobrevivido de urina e carvão. Na província de Shandong, no leste, permanecem presos há 12 dias 181 mineiros em duas minas de carvão da cidade de Xintai.Segundo a agência de notícias chinesa Xinhua, não existem esperanças de encontrar os trabalhadores vivos.Já os quatro operários ficaram presos mais de uma semana em um túnel numa usina hidrelétrica na província de Yunnan, no sul da China, informou nesta terça a Xinhua.  As equipes de resgate conseguiram chegar ao local onde se encontravam os operários. Eles permaneciam presos desde o dia 20, quando houve um desmoronamento no túnel no qual trabalhavam. Segundo as autoridades provinciais, mais de 300 pessoas participaram dos trabalhos de resgate. Através de um buraco, as equipes mandaram comida, água potável e equipamentos de primeiros socorros aos operários. Os quatro operários se encontram sob cuidados médicos num hospital local.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaminaacidentedesmoronamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.