Chineses voltam do México e ficam em quarentena

Um grupo de cidadãos chineses retornou hoje do México e foi imediatamente posto em quarentena, informou o governo de Xangai. A tripulação do Boeing 777 fretado para trazer os chineses também foi isolada, após a aeronave pousar no aeroporto internacional Pudong, de Xangai, informou um porta-voz do governo local. O único caso até o momento confirmado na China ocorreu em Hong Kong, território no sul do país. Porém autoridades em Pequim estão tomando precauções duras para impedir que a gripe suína, ou influenza A (H1N1), chegue ao território continental.

AE, Agencia Estado

06 de maio de 2009 | 10h00

Havia no avião 98 passageiros e 21 tripulantes, totalizando 119 pessoas. A maioria dos passageiros era formada por empresários, que ficaram presos no México quando Pequim suspendeu os voos da nação latino-americana, após o início dos casos de nova doença, até a semana passada chamada de gripe suína, quando foi rebatizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O México realizou uma operação similar para retirar seus cidadãos mantidos em quarentena na China. O país recolheu em um voo fretado vários deles, entre eles 43 que estavam em quarentena na nação asiática. A decisão chinesa de isolar os mexicanos, apesar de eles não apresentarem sinais de influenza A (H1N1), irritou o governo mexicano, que pediu que seus cidadãos não viajem à China. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaChinaMéxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.