Chipre inicia 2º turno de eleição presidencial

Eleições presidenciais estão em curso no Chipre neste domingo, em um segundo turno da campanha para eleger um novo líder a fim de selar um pacote de ajuda fundamental para a ilha que está à beira de um calote (default) das contas públicas. O voto, que está sendo observado de perto nas capitais da União Europeia, coloca o líder da oposição de direita Nicos Anastasiades contra Stavros Malas, que é apoiado pelo partido comunista Akel, no poder durante a desaceleração econômica da Ilha.

CLARISSA MANGUEIRA, Agência Estado

24 de fevereiro de 2013 | 09h36

Anastasiades, o favorito claro na corrida eleitoral, disse que foi sondado por governos estrangeiros sobre um possível empréstimo-ponte (de curto prazo) para o setor público "para nos dar espaço para respirar" a fim de finalizar os termos de um resgate.

"O Chipre está em uma encruzilhada. As pessoas estão exercitando hoje seu direito democrático para determinar a direção que nosso país tomará e, em essência, o futuro próprio delas", afirmou o candidato após votar em uma escola na cidade portuária de Limassol. "Eu estou absolutamente confiante que, até a noite deste domingo, o Chipre terá uma nova direção", afirmou. "O voto de hoje marca uma nova era para o Chipre."

Anastasiades, de 66 anos, é favorável a um acordo de resgate rápido e disse que aceita as medidas duras exigidas para recebê-lo, enquanto Malas fez campanha a favor do socorro, mas contra austeridade.

Malas, estigmatizado por comandar uma pasta ministerial no governo anterior, disse que a ilha mediterrânea pode reduzir sua crise econômica "ao voltar à estrada do crescimento".

Os postos de votação abriram às 2h (de Brasília) e serão fechados às 13 horas (de Brasília). Cerca de 545 mil pessoas deverão participar da votação e o resultado está previsto para ser divulgado uma hora após o fechamento das urnas.

Anastasiades recebeu 45,46% do voto no primeiro turno da eleição, realizado no dia 17 de fevereiro, bem à frente dos 26,91% conquistados por Malas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chipreeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.