Chipre retira acusação por jogo contra idosa de 98 anos

A procuradoria geral do Chipre retirou a acusação de prática de jogos de azar contra cerca de 40 idosas, dentre elas uma de 98 anos, cujos encontros semanais para a prática de pôquer e bridge foram descobertos pela polícia.

AE, Agência Estado

02 de março de 2012 | 11h52

As mulheres, a maioria com mais de 70 anos, se tornaram uma celebridade local após receberem convocações do tribunal nesta semana. Entrevistas com Eftychia Yiasemidou, de 98 anos, foram feitas por vários meios de comunicação.

O assistente da promotoria Petros Clerides disse nesta sexta-feira que não estava oficialmente ciente da questão e só ficou sabendo do caso por meio da mídia.

A prática de jogos de azar no Chipre pode ser punida com até seis meses de detenção ou multa de ? 750 (US$ 1.000). As senhoras jogavam em casa, apostando pequenos valores em dinheiro, durante uma reunião semanal, quando o local foi invadido pela polícia em novembro de 2009. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chipreidosaprocessojogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.