Chipre revoga cidadania de primo de Assad

O governo do Chipre informou neste sábado que a cidadania cipriota concedida há dois anos a um primo do presidente sírio, Bashar Assad, foi revogada.

AE, Agência Estado

01 Junho 2013 | 17h44

Segundo Christos Stylianides, porta-voz do governo em Nicósia, a decisão foi tomada após uma longa investigação concluir que a revogação da cidadania de Rami Makhlouf era justificável.

Makhlouf está numa lista de sírios da União Europeia que estão sujeitos a sanções por envolvimento na violenta repressão de cidadãos sírios ou por apoiar o regime de Assad financeiramente.

A UE congelou os bens de Assad e de outros membros de seu regime em maio de 2011, além de ter cancelado seus vistos, por causa da brutal reação de Damasco a manifestantes contrários ao governo sírio.

Makhlouf controla a rede de telefonia celular e outros negócios lucrativos da Síria, e tem sido alvo de muitos protestos realizados no país. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
ChipreSíriaAssad

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.