Chirac anuncia presença da França na missão de paz da ONU

Além de comemorar a adoção no Conselho de Segurança da ONU da resolução que pede a cessação das hostilidades no Líbano, o presidente francês, Jacques Chirac, anunciou a participação da França no reforço da Força Provisória das Nações Unidas no Sul do Líbano (Unifil). "Desde o início da crise, a França afirmou que não podia haver uma solução militar e concentrou seus esforços para conseguir propostas para oferecer às duas partes as garantias políticas indispensáveis para reforçar a soberania do Líbano e a segurança de Israel", disse Chirac num comunicado. "A França vai tomar parte na implementação da resolução, em particular no que se refere à nova Unifil", acrescentou o presidente. Chirac pediu que Israel e o Hezbollah "encerrem o mais cedopossível as hostilidades" para acabar com "o sofrimento da população e as destruições incalculáveis". Ele lembrou que o cessar-fogo "deve levar à retirada do Exército israelense e ao posicionamento simultâneo do Exército libanês e daUnifil, à reabertura de portos e aeroportos e ao retorno da população desabrigada". "Um grande movimento de solidariedade internacional deve ser formado em benefício da população tão cruelmente afetada e pararecuperar as infra-estruturas arrasadas. A França dará todo o seu apoio", prometeu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.