Chirac e Merkel estão insatisfeitos com resposta ambígua do Irã

O presidente francês, Jacques Chirac, e aprimeira-ministra alemã, Angela Merkel, mostraram-se insatisfeitos nesta sexta-feira coma resposta "ambígua" do Irã ao pedido da comunidade internacionalpara que suspenda seu programa nuclear. Chirac e Merkel se reuniram em Paris e trataram do casoiraniano, que insiste em manter seu programa de enriquecimento deurânio. Os dois disseram que estudarão detalhadamente a respostairaniana anunciada na terça-feira. Merkel disse que "infelizmente o Irã ignora elementosimportantes" do pedido da comunidade internacional, como a suspensãodo enriquecimento de urânio e ressaltou que as autoridades do país"devem aproveitar a oportunidade de colaboração que lhes foiapresentada". Por sua parte, Chirac lembrou que é necessário encontrar umasolução para o caso e enfatizou a conveniência de se respeitar todosos prazos, o que inclui um relatório do diretor-geral da AgênciaInternacional de Energia Atômica (AIEA), que será publicado nopróximo dia 31. Seguindo a linha mantida pelas potências desde o início da crise,Merkel lembrou que a "porta continua aberta" para dialogar com osiranianos, apesar da recusa em aceitar os pedidos de suspensão doprograma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.