François Mori/AP
François Mori/AP

Chirac e Villepin são alvo de novas acusações de corrupção na França

Ex-presidente e ex-premiê teriam recebido US$ 20 milhões em dinheiro ilegal de líderes africanos

Agência Estado

12 Setembro 2011 | 18h40

PARIS - O ex-presidente da França Jacques Chirac e o ex-primeiro-ministro Dominique de Villepin são acusados de terem recebido cerca de US$ 20 milhões em dinheiro ilegal de líderes da África ocidental, segundo denúncia feita nesta segunda-feira, 12, pelo advogado Robert Bourgi, que afirma ter sido o intermediário da transação.

 

Bourgi disse ter transportado malas com dinheiro entre 1995 e 2005, incluindo US$ 10 milhões de líderes do Senegal, Burkina Faso, Costa do Marfim, Gabão e República Democrática do Congo para a campanha presidencial de Chirac em 2002.

 

Os advogados de Villepin e Chirac negaram as acusações, surgidas no momento em que Chirac é julgado por outras acusações de corrupção, referentes ao período em que foi prefeito de Paris.

 

Em entrevista nesta segunda-feira à rádio Europe-1, Bourgi disse que "toda a classe política (francesa) sabia que havia financiamento oculto".

 

O advogado de Chirac, Jean Veil, disse que Chirac entrará com uma ação por difamação contra Bourgi. Veil disse que Bourgi escolheu um momento "no mínimo, suspeito" para fazer as acusações. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
França Chirac Villepin Europa corrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.