Chirac volta a declarar "ilegal" a guerra no Iraque

O presidente da França, Jacques Chirac, deixou claro que ainda acredita que a invasão do Iraque pelas forças lideradas pelos EUA foi ilegítima, a despeito do apoio francês aos esforços de reconstrução do país. Numa entrevista coletiva ao final da reunião do G-8 realizada na França, Chirac disse que toda ação militar levada a cabo sem apoio do Conselho de Segurança da ONU é ilegal.?Consideramos que toda ação militar sem o endosso da comunidade internacional, em particular, do Conselho de Segurança, é ilegítima e ilegal. Não mudamos nosso ponto de vista quanto a isso?, declarou Chirac a repórteres. Ele disse que afirmou o mesmo ao presidente dos EUA, George W. Bush, durante a reunião entre os dois, na segunda-feira.As informações são do site da BBC. Para ler o noticiário da BBC em português, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.