Choque com insurgentes mata pelo menos 10 na Somália

Tropas etíopes lançam ofensiva contra rebeldes islâmicos; número de vítimas pode ser muito maior

BBC Brasil,

27 de outubro de 2007 | 16h43

Tropas etíopes e insurgentes islâmicos entraram em choques na capital da Somália, Mogadiscio, neste sábado, 27. Houve explosões no centro da cidade e várias pessoas foram levadas para hospitais com ferimentos de balas ou estilhaços de bombas. Há informações de que pelo menos dez pessoas morreram, mas o número de vítimas pode ser bem maior. As tropas etíopes, apoiadas por tanques e artilharia, lançaram uma ofensiva contra os insurgentes fiéis à União das Cortes Islâmicas. O grupo foi derrubado do poder em dezembro passado por tropas do governo apoiadas pelo Exército da Etiópia. A violência aumentou na Somália desde a queda da União das Cortes Islâmicas e centenas de pessoas já morreram nos combates. Reforços militares Os choques deste sábado começaram depois que a Etiópia enviou reforços militares e um comboio de 20 tanques e veículos militares entrou na cidade na sexta-feira. As forças etíopes lançaram a ofensiva em áreas da cidade ocupadas pelas milícias islâmicas. Há informações de que os insurgentes teriam tomado e saqueado uma delegacia policial. Um morador disse à agência de notícias Reuters que "tropas etíopes e insurgentes estão lutando em todas as ruelas". As tropas etíopes voltaram para suas bases no fim do dia, mas os combates continuaram na cidade. Anciões locais descreveram a ofensiva como um genocídio e pediram intervenção internacional. A Somália está sem um governo efetivo desde o início da guerra civil em 1991. Segundo a ONU, cerca de 400 mil pessoas fugiram da violência em Mogadiscio nos últimos quatro meses.

Tudo o que sabemos sobre:
Somália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.