Choques em Baquba deixam 40 iraquianos mortos

Pelo menos 40 iraquianos morreram e um número não divulgado de soldados americanos ficou ferido nos mais ferozes choques de hoje no Iraque, na cidade de Baquba, segundo fontes hospitalares. A cidade, ao norte de Bagdá, abriga uma população mista de xiitas e sunitas. Os confrontos entre rebeldes e forças da coalizão liderada pelos EUA começaram na sexta-feira à noite, quando os insurgentes atacaram com fogo de artilharia um posto da polícia iraquiana, o escritório do governador e o departamento de assuntos civis do contingente militar americano, segundo fontes do Exército dos EUA.A mais difícil semana para as tropas dos EUA no Iraque se encerra com pesados combates também em Adhamiya - um distrito sunita de Bagdá - e choques esporádicos em Faluja. Segundo testemunhas, pelo menos 450 pessoas morreram e mais de 1.000 ficaram feridas nos combates de Faluja - quase ininterruptos desde segunda-feira.Ao mesmo tempo, chefes da milícia rebelde leal ao clérigo xiita radical Muqtada al-Sadr declararam um cessar-fogo na cidade sagrada de Kerbala para a celebração dos feriados que marcam o fim da Ashura - o período anual de luto pela morte do fundador da seita xiita, imã Hussein. O festival religioso começou na sexta-feira à noite e se estende até o anoitecer de amanhã.A milícia de Al-Sadr, as Brigadas Mahdi, controla parcialmente as cidades de Kufa e Najaf, no sul do Iraque. Na sexta-feira, soldados americanos retomaram o controle de Kut, que também estava parcialmente dominada pelos rebeldes xiitas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.