Choques entre Fatah e Hamas ferem dezoito palestinos

Pelo menos 18 palestinos ficaram feridos em diferentes pontos da Faixa de Gaza em confrontos entre seguidores do Hamas e do Fatah, depois que o presidente palestino, Mahmoud Abbas, anunciou neste sábado a antecipação das eleições.Os enfrentamentos armados entre as facções rivais aconteceram em Rafah, Khan Yunes e na Cidade de Gaza, segundo fontes médicas e de segurança palestinas, que informaram também do seqüestro de um oficial da Polícia por membros do Hamas em Gaza.Dezenas de milhares de seguidores e militantes do movimento islâmico tomaram esta tarde as ruas da Cidade de Gaza em um grande manifestação para protestar pela decisão do presidente Abbas, que o Hamas qualifica de "tentativa de derrocada".Durante o protesto aconteceram confrontos armados entre os militantes do Hamas e forças de segurança palestinas. Em Gaza e Khan Yunes foi registrada a maior parte dos feridos, por pedras, paus e disparos.Cantando slogans contra o presidente Abbas e Mohammed Dahlan, assessor de segurança da ANP e importante personalidade do Fatah que mantém estreitos vínculos com os Estados Unidos e Israel, os manifestantes partiram de distintas mesquitas e se concentraram na frente da sede do Parlamento palestino."CLP (como é conhecido o Conselho Legislativo Palestino ou Parlamento), vamos, vamos, agüenta uns quatro anos", proferiram os manifestantes, enquanto outros grupos afirmavam: "Abbas e Dahlan, vocês são espiões dos americanos".Diferentes dirigentes do Hamas acusaram Dahlan de estar por trás do recente tiroteio contra o primeiro-ministro, Ismail Haniyeh, a seu retorno a Gaza procedente de sua primeira viagem pelo mundo árabe e islâmico.Em Khan Yunes, localidade ao sul da Cidade de Gaza e da qual é deputado pelo Fatah o próprio Dahlan, os choques deixaram vários feridos de bala, segundo fontes médicas, que explicaram que no local se enfrentaram seguidores do Hamas e do Fatah.As manifestações em Gaza aconteceram apesar dos apelos do vice-primeiro-ministro, Nasser al-Sha´er, que pediu ao povo para mostrar contenção após o discurso de Abbas.O movimento nacionalista Fatah, presidido por Abbas, cancelou marchas e comícios previstos em apoio ao presidente palestino após o anúncio da antecipação das eleições, o que não impediu que seguidores da formação se concentrassem nas ruas de cidades como Hebron ou Belém esta tarde, onde também ocorreram confrontos com seguidores do Hamas.Horas antes foram registrados distúrbios entre militantes dos grupos políticos rivais nas cidades cisjordanianas de Ramala e Tulkarem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.