Choques entre sunitas e xiitas matam 30 no Paquistão

Nos últimos cinco dias, mortes chegam a 51; autoridades da província Kurram pedem ajuda do exército

Efe,

27 de dezembro de 2007 | 04h07

Pelo menos 30 pessoas, entre elas dois soldados, morreram nas últimas horas em novos combates entre xiitas e sunitas, em uma área tribal do Paquistão próxima à fronteira com o Afeganistão. As 30 mortes elevam a 51 as vítimas da violência nos últimos cinco dias. Segundo o canal Geo TV, os combates aconteceram na província tribal de Kurram, onde xiitas e sunitas já se enfrentaram em várias ocasiões nos últimos meses. As autoridades locais pediram reforço do Exército paquistanês, que disse estar tentando convocar um conselho misto, capaz de pôr fim à violência. A luta com armamento pesado causou escassez de alimentos e remédios, devido ao toque de recolher e ao fechamento da importante estrada que une a cidade de Thall à capital provincial, Parachinar, segundo informa nesta quinta-feira o jornal Dawn.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãosunitaxiita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.