Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Choques na Bolívia fazem mais cinco mortos

A tensão social na Bolívia, iniciada há quase um mês, aumentou ainda mais hoje após novos choques entre manifestantes e tropas do Exército e mais cinco mortos e 50 feridos na cidade de El Alto, enquanto dirigentes sindicais ameaçavam intensificar os bloqueios de estradas e a paralisaçãodo transporte público.Um forte controle militar foi imposto em El Alto, a 12 km deLa Paz, que, no sábado, foi foco da convulsão social, noquinto dia de uma greve convocadas pelas centrais sindicais,exigindo a renúncia do presidente Gonzalo Sánchez de Lozada e asuspensão da proposta de exportação de gás, através do Chile,para os Estados Unidos e o México.A greve em El Alto é total. Nenhum veículo circulou pelacidade depois que o governo - que denunciou ameaça de golpe deEstado instigado pelo líder oposicionista EvoMorales - determinou a militarização da área. Em vários pontosde El Alto manifestantes continuavam hoje protestando contra ogoverno com fogueiras e lançando pedras em soldados, quepatrulhavam a cidade de 750 mil habitantes - a maioria de classemédia empobrecida e migrantes indígenas aymaras e quechuas.Manifestantes entravam em contato com emissoras de rádio locais,por telefone, para protestar contra o governo e denunciar quesoldados disparavam contra as pessoas.Desde que começou a violência, 20 pessoas - entre elas doismeninos - morreram em choques com soldados e policiais, dezdelas em incidentes nos últimos quatro dias em El Alto. Osprincipais dirigentes sindicais se declararam na clandestinidade após a denúncia de ameaça de golpe de Estado feita pelogoverno. Soldados conseguiram hoje desbloquear rodovias em El Alto,permitindo a passagem de caminhões-tanque para La Paz. A capitalboliviana estava quase sem combustíveis devidos aos bloqueios emEl Alto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.