Choques no Paquistão deixam 2 crianças mortas

Militantes escondidos dispararam três morteiros contra soldados que os perseguem em uma remota região tribal paquistanesa. Um desses morteiros atingiu uma casa, causando a morte de duas crianças, disse um porta-voz do Exército do Paquistão. Nos choques com soldados, ocorridos na noite de ontem, os militantes dispararam três morteiros contra posições do Exército em Khamrang, na região de Warizistão do Sul, onde militares paquistaneses vêm tentando reprimir supostos membros foragidos da rede extremista Al-Qaeda, disse o general Shaukat Sultan, porta-voz do Exército.Além do morteiro que causou a morte das duas crianças, outros dois artefatos do mesmo tipo foram disparados pelos militantes islâmicos. Esses projéteis caíram em um campo aberto nas proximidades de um posto Exército, mas aparentemente não causaram danos nem vítimas.Hoje, o líder tribal pró-Islamabad Malik Lal Mohammed foi assassinado em frente à sua casa em Wana, informaram familiares e uma autoridade na principal cidade da região, situada ao longo da fronteira com o Afeganistão. Até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria do assassinato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.