Choques no sul do Afeganistão deixam 22 mortos

Forças americanas apoiadas por helicópteros mataram 22 supostos rebeldes, inclusive alguns árabes, no sul do Afeganistão, informa o Exército dos Estados Unidos. O combate de 12 horas de duração começou no domingo no distrito de Shinkay, província de Zabul. A região é considerada um foco de resistência ao governo afegão apoiado pelos EUA, prosseguiu o Exército. O major Scott Nelson, porta-voz das forças americanas, disse que aproximadamente 40 militantes rebeldes atacaram soldados que promoviam uma operação de busca e apreensão em Shinkay. Os soldados pediram a ajuda de dois helicópteros Apache, que abriram fogo contra os suspeitos. "Os choques prosseguiram durante toda a noite. Segundo a avaliação de nossos soldados no local, o número de baixas por morte no incidente foi 22", declarou Nelson. Entre os mortos estavam três árabes prosseguiu o porta-voz. Outro árabe estava entre as três pessoas detidas em meio aos choques. Não houve baixas entre as forças lideradas pelos EUA, garantiu Nelson. As tropas americanas apreenderam um aparelho de sistema de posicionamento global, uma câmera de vídeo com fitas, quatro granadas e dois fuzis de assalto, disse ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.