Choques são registrados na capital da Costa do Marfim

Um funcionário do governo da Costa do Marfim informou que ocorreram confrontos entre forças leais aos dois líderes que se declaram presidentes do país. Meite Sindou, porta-voz do primeiro-ministro, disse que tiros foram trocados hoje na capital do país, Abidjã.

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2010 | 13h34

A Organização das Nações Unidas (ONU) endossou o anúncio da comissão eleitoral que declarou a vitória de Alassane Ouattara no segundo turno das eleições, realizado em novembro. Já o antigo presidente e também candidato Laurent Gbagbo diz que o tribunal constitucional declara que ele foi o vencedor. Os dois realizaram cerimônias de posse e formaram seus governos na semana passada.

Sindou, que faz parte do governo de Ouattara, disse que os confrontos ocorreram perto do Hotel Golf, onde está instalado o novo governo. Segundo ele, ninguém ficou ferido quando as Novas Forças, leais a Ouattara, entraram em choque com os soldados de Gbagbo, que ergueram barricadas perto do hotel. Sindou disse também que não está claro quem disparou primeiro. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
democraciaeleiçõesCosta do Marfim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.