Chuva e inundações matam 46 pessoas na China

As enchentes causadas por fortes chuvas na China já mataram 46 pessoas no sul do país. Cinquenta pessoas estão desaparecidas, e a chuva deve continuar. O Ministério de Assuntos Civis informou hoje que equipes de resgate foram enviadas ao local para ajudar os 2,6 milhões de habitantes afetados.

AE-AP, Agência Estado

18 de junho de 2010 | 17h43

Somente neste ano, cerca de 200 pessoas já morreram por causa do mal tempo, segundo informações do site do Centro Estatal de Controle de Enchentes e Alívio de Desastres. As enchentes causaram danos de US$ 400 milhões, de acordo com o órgão, com o colapso dos reservatórios, transbordamento de rios, deslizamentos de terra, cortes no fornecimento de energia e danos às rodovias.

Mais de 200 mil pessoas foram retiradas de suas casas nas províncias de Guangdong, Sichuan, Fujian, Jiangxi, Hunan e Guangxi, de acordo com informe de ontem à noite do site do Ministério de Assuntos Civis.

A estação das chuvas na China, que começa em maio, acontece depois da pior seca em um século nas regiões de Yunnan, Guizhou e Guangxi. A seca afetou 61 milhões de pessoas, deixando muitos sem água potável e cerca de 5 milhões de hectares improdutivos desde o ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvainundaçõesChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.