Chuva forte provoca morte de bebê e fere 2 no Uruguai

Uma forte tempestade, com ventos e chuvas, atingiu o Uruguai nas últimas 48 horas, provocando a morte de um bebê, ferindo duas mulheres e causando a retirada de 500 pessoas que estavam num acampamento, informou o governo.

AE-AP, Agencia Estado

04 de fevereiro de 2010 | 17h53

Em Paissandu, a 380 quilômetros ao noroeste da capital Montevidéu, um bebê morreu quando a queda de uma árvore derrubou o teto da casa onde ele vivia. Paissandu e o departamento de Rio Negro, ambos às margens do rio Uruguai, foram os mais afetados pelas tempestades desatadas logo após uma semana de intenso e forte calor, que levou as temperaturas para mais de 35 graus, junto a altos níveis de umidade.

Cerca de 200 pessoas foram retiradas das casas em Paissandu e todos temem que o rio Uruguai volte a transbordar, como ocorreu recentemente. Em Durazno, no Uruguai central, 500 pessoas que estavam acampadas às margens do rio Yi foram retiradas rapidamente quando o curso d''água ameaçou transbordar. Segundo relatos, ocorreram ventanias com mais de cem quilômetros por hora.

Tudo o que sabemos sobre:
Uruguaichuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.