Chuva impede resgate de vítimas de ciclone

Novos temporais atingiram ontem a região de fronteira entre Índia e Bangladesh, no sul da Ásia, dificultando ainda mais o resgate dos sobreviventes do ciclone Aila que deixou pelo menos 210 mortos e 1 milhão de desabrigados desde segunda-feira. Milhares de vítimas ainda estão ilhadas em aldeias alagadas à espera de socorro. Autoridades bengalis e indianas dizem que o número de mortos deve aumentar nos próximos dias, na medida que as equipes chegam às regiões mais afastadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.